• Fox IoT

Tarifa branca - O que é?

Atualizado: Jan 20

A Tarifa Branca é uma nova opção que sinaliza aos consumidores a variação do valor da energia conforme o dia e o horário do consumo. A opção é oferecida aos consumidores localizados em áreas atendidas em baixa tensão (127V, 220V, 380V ou 440V). Quem não quiser adotá-la, segue pagando a conta de luz atual, sem alteração.


O que isso muda na prática?


Com a tarifa convencional, o valor do kWh é o mesmo independente do horário ou o dia da semana. Enquanto a tarifa branca, possibilita a redução do valor da conta de luz. Para isso, deve-se levar em conta os horários de maior consumo de energia. Logo, é importante entender quais são os períodos da tarifa branca.

A tarifa branca é divida em 3 períodos, que são:

  • Horário de ponta: período com maior demanda de energia. O valor do kWh neste horário é mais caro que utilizar a tarifa convencional.

  • Horário intermediário: são os intervalos entre o horário de ponta e o horário fora de ponta, nestes horários, o valor do kWh é inferior se comparado ao horário de ponta, entretanto ainda é superior ao valor da tarifa convencional.

  • Horário fora de ponta: período com menor demanda de energia. Neste período, o valor do kWh é mais barato que comparado a tarifa convencional.

Quanto mais o consumidor deslocar o consumo para o período fora de ponta, maior é o desconto na conta, mas se o consumo for maior nos períodos de ponta e intermediário, a luz ficará mais cara do que a tarifa convencional paga atualmente. Para mais informações sobre os horários de cada período, consulte sua distribuidora de energia.

A Aneel reforça que a adesão privilegia quem tem flexibilidade para consumir mais durante o dia e reduzir à noite. Quando não houver a possibilidade de concentrar o consumo fora do horário de ponta, o novo modelo não será vantajoso. Antes de optar, é preciso uma análise do perfil de consumo e dos hábitos ao longo do dia. Para isso a CPFL disponibiliza uma ferramenta que compara os gastos das duas tarifas. Esta ferramenta pode ser acessada clicando aqui.


Vamos para a simulação


Para facilitar o entendimento vamos utilizar o seguinte exemplo:

Uma família é composta por 4 integrantes, todos possuem atividades fora de casa durante o dia e retornam para casa após às 18h. Considerando que o horário de maior consumo desta família concentra-se das 19h até às 23h, os valores obtidos através do simulador estão disponíveis na Figura 1.

Figura 1: Valor da conta de luz com maior consumo no horário de ponta


Percebe-se que aderir à tarifa branca resultará em um aumento significativo na conta de luz. Entretanto, se a família conseguir deslocar o período de maior consumo de energia para o horário fora de ponta? A Figura 2 mostra o resultado desta ação.


Figura 2: Valor da conta de luz com maior consumo no horário fora de ponta


Horário Fora de Ponta: CPFL Paulista e RGE - 22h00 às 15h59.

Horário de Ponta: CPFL Paulista e RGE - 18h00 às 20h59.

Horário Intermediário: CPFL Paulista e RGE - 16h00 às 17h59 e 21h00 às 21h59.

Finais de semana e feriados nacionais oficiais são considerados como posto tarifário fora de ponta.


Caso tenha se interessado na tarifa branca e deseja alterar seu plano atual, basta entrar em contato com sua distribuidora de energia para dar início ao processo, mas lembre-se, para valer a pena essa transição é importante conhecer bem os seus gastos para evitar possíveis dores de cabeça.


Publicado por: Henrique Horquen Martins


53 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo